O QUE ANDO ASSISTINDO - SÉRIES


Há exatamente um mês do último post, voltei :D Desculpem a demora, é que estava realmente sem idéias do que postar. Vi vários filmes nessas semanas, mas queria ao menos variar o assunto das postagens e quase todos já estão com as reviews escritas, mas deixarei pra postar depois.

Mas o post de hoje não deixa de ser muito diferente em questões de ser algo pra se assistir, pois é sobre séries!  Há muito tempo fiz esse post, o primeiro "O que ando assistindo", e falava de séries E animes. Mas, como a quantidade de séries é sempre muito maior, dei uma pausa com os animes (e os desenhos, como A Lenda de Korra) e tô tentando me concentrar somente nas séries pra ver se me atualizo com todas o mais rápido possível. Lá vai a listinha com meus minúsculos comentários:

VIKINGS

Assisto a essa com o namorado, e milagrosamente tamos no começo da 3ª temporada (porque comigo as séries rendem muito mais se eu assistir com alguém do que sozinha por conta própria haha). :) É uma série histórica maravilhosa, do History Channel, que, se eu for resumir, conta sobre o rei semi-lendário da Escandinávia, Ragnar Lothbrok, e suas incursões e invasões e pilhagens e ataques à Grã-Bretanha. E claro que não se trata somente disso, há muitos personagens e tramas correndo junto com essa principal que fazem a série ficar ágil e viciante. E o visual dela é incrível, tanto pelo cenário do norte da Europa (curiosidade: foi gravada no Canadá pra simular a Escandinávia, e ficou perfeito) e depois, da Grã-Bretanha. E claro que por ser uma série histórica, e do History Channel ainda, claro que ela é muito fiel e realista nessa parte. Tanto no que mostra da cultura e religião dos nórdicos e dos católicos (nessa época, a Inglaterra estava longe de ser protestante) quanto na parte das invasões, que tem muita morte, sangue, torturas e tal (e curiosamente, as cenas de sexo são rápidas e inocentes, às vezes nem aparecem). Se você tem estômago fraco e não aguenta ou gosta de ver essas coisas, não assista :p #dica 
Mas certamente uma das melhores partes da série, além das tripas e sangue é a das personagens femininas, que não são poucas, não são relegadas à segundo plano e participam ativamente da história, seja como guerreiras (como a diva maravilhosa Lagertha) ou como as esposas que permanecem na Escandinávia e não vão junto para as invasões. Vikings não seria a mesma coisa sem as personagens femininas (até as inglesas são ótimas)! ♥
(Sendo chata histórica: não, eu não sou puxa-saco dos vikings nem nada disso, nunca achei legal chegar no lugar, matar pessoas inocentes, estuprar as mulheres, pilhar tudo, até os animais, levar gente como escrava e era isso que eles faziam. Pra gostar da série tem que relevar essas coisas, e tem hora que é difícil pois há muitas cenas fortes.)

OUTLANDER


Outlander é amor, Outlander é vida. Já fiz resenha + makes inspirados no primeiro livro aqui, e atualmente estou há um pouco mais da metade da primeira temporada, que é baseada no primeiro livro. 
Em resumo, pra quem não conhece, conta a história da inglesa Claire Randall, que foi separada do marido, Frank Randall, durante a Seg. Guerra Mundial, ela teve de trabalhar como enfermeira e ele como espião. Após a guerra acabar, eles fazem uma viagem às Highlands da Escócia, pra recuperarem o rombo que a separação da guerra foi no casamento. O que Claire não sabia é que, num círculo de pedras antigo, seria transportada, sabe-se lá como, diretamente para o ano de 1743, onde as tradições escocesas eram completamente diferentes de tudo o que ela conhecia, e onde tensões políticas afloravam, pois uma revolta contra o então rei da Grã-Bretanha (que comandava a Escócia) estava nascendo. Claire faz de tudo, mas sem chance nenhuma de conseguir voltar ao presente, acaba conhecendo e sendo obrigada a se casar, para fugir dos ingleses, com Jaimie Fraser, um escocês ruivo maravilindo, corajoso e com um passado sofrido, só que ao mesmo tempo eles vão se apaixonando, e o resto vocês já sabem... :v  
Mas não se enganem com a historinha que parece romancezinho água com açúcar: o livro e principalmente a série são totalmente pra adultos. Já vi na net um cara sem noção reclamando que foi ver com a família na sala e teve que tirar por causa de certas cenas. Porque sim, tem violência física e sexual, gente morrendo, gente morta, tortura das pesadas, sexo... Fora o tema político que na série foi mais reforçado do que no livro, inclusive com algumas mudanças que não existem nele. E tem um vilão muito desgracento, que por acaso é ancestral do marido da Claire, e é A CARA dele. 
Mas tirando isso, a série é MARAVILHOSA. Mais uma com o visual e trilha sonora incríveis, e uma coisa que muito me agrada, é FIEL AO LIVROOOOOOO! Muuuito fiel, até nos diálogos. Como disse, Outlander é amor, Outlander é vida. Simplesmente VEJAM. 

GREY'S ANATOMY


Porque nem só de séries históricas a louca histórica aqui vive. Mas tenho uma regra: Não consigo engolir séries comuns, que se passem no mundo atual e não tenham nada de fantástico. Pode não ter nada de fora da realidade desde que seja histórica. E se é pra ser no presente, que pelo menos tenha coisas sobrenaturais. A única exceção a essa minha regrinha é minha amada Grey's, de tão boa que é. 
Já falei dela no primeiro "O que ando assistindo" e continuo assistindo, porque é uma série longa e eu ainda vou pra 6ª temporada, sendo que vai pra 12ª (SOCORRO) temporada. Ou seja, estou na metade. Normalmente eu evito qualquer coisa que seja longa, seja anime ou série, mas eu amo muito Grey's, não dá pra evitar. :( 
Pra quem não conhece, conta a história de Meredith Grey, uma interna (e agora, residente) no Seattle Grace Hospital, e suas relações com outros colegas de trabalho, e também as histórias desses colegas. Ou seja, há muitas tramas paralelas e as coisas não se focam só na protagonista. Tem romance, drama, tragédias, coisas engraçadas, histórias lindas, diálogos incríveis, cenas que me fizeram chorar e músicas maravilhosas na trilha sonora. Resumindo: é viciante. Quando você pega um episódio quer ver outro e mais outro e só mais um... Atualmente eu pausei ela pra dar conta de Outlander e Game of Thrones, mas logo volto e espero um dia me atualizar, porque infelizmente já sei de spoilers de alguns personagens que vão morrer. MALDIÇÃO. 

GAME OF THRONES


Quem não assiste a GoT, né? Honestamente. E milagrosamente, junto com Vikings e Outlander, é a série com a qual eu tô mais atualizada, e assisto desde o primeiro post de séries. Nem sei o que falar da história pra quem não conhece (se é que alguém não conhece, provavelmente essa pessoa deve viver debaixo de uma pedra): se passa num mundo de influências medievais fictício, onde várias famílias (chamadas Casas) lutam pelo Trono de Ferro. Tem muita treta política, guerra, gente morrendo, gente morrendo, gente morrendo, sexo (novidade seria uma série da HBO sem isso), e também muitas coisas fantásticas legais, como dragões, pessoas que enxergam através dos olhos dos animais (wargs) e tals. O legal de GoT é que é uma série realista mesmo sendo num universo fantástico (é tão realista que às vezes irrita), tem muitas reviravoltas e muitas tramas paralelas que conduzem a uma coisa só: a batalha pelo Trono de Ferro.
Há muitos personagens e gosto (e deixei de gostar) de vários, até os aparentemente cretinos (como a Cersei) têm sua razão de serem cretinos, mas NÃO SE APEGUE a ninguém pra não sofrer depois, #dica. Assim que terminar Outlander vou pra 5ª e nova temporada, que acabou um dia desses.

TRUE BLOOD


Melhor série sobrenatural EVER. Também já assistia quando fiz o primeiro post de séries. Infelizmente acabou na 7ª temporada, mas felizmente, como comecei a ver muito tempo depois que ela foi lançada, ainda vou pra 6ª. É uma série que devia ser tão popular quanto GoT, porque além de ser da mesma emissora (HBO, ou seja, sexosexosexo hahaha), é MUITO legal. É toda realista, não tem ninguém maravilhoso, rico ou perfeito ali (só talvez os vampiros haha).
E sim, vampiros! ♥ A protagonista de TB é Sookie Stackhouse, uma garçonete da cidadezinha de Bon Temps, na Louisiana (sul dos EUA é amor, #adoro, a ambientação que mistura vodu e protestantes radicais contra os vampiros é ótima), que desde criança possui o poder de ouvir os pensamentos das pessoas. Daí ela conhece e se apaixona por um vampiro, Bill Compton, justo quando os vampiros estão relevando sua existência ao mundo, e está sendo produzido o True Blood, um sangue sintético que eles podem tomar pra evitar de matar todo mundo. Mas nem todos concordam com isso. E claro que, se no mundo existem vampiros, deve também existir lobisomens, metamorfos, fadas, bruxos/as e por aí vai. Mas tudo muito realista e parecendo que realmente pode acontecer, porque o mundo sabe da existência dos vampiros. E em TB tem coisa pra agradar a todos: um triângulo amoroso ÓTEMO (team Eric! ), tretas políticas, tretas religiosas, personagens gays, e claro, um pouco de violência  e muito sangue porque é uma série de vampiros né gemt. 

THE VAMPIRE DIARIES


Sim, mais uma série de vampiros porque não sou obrigada. Também já assistia desde o primeiro "O que ando assistindo" e também tá pausada porque acabei a 5ª temporada há um tempo, e a próxima será a 7ª.  Conta a história de Elena Gilbert, uma garota comum, e sua incursão no mundo sobrenatural dos vampiros, das bruxas, dos lobisomens... E claro, o triângulo amoroso com os vampiros Stefan e Damon Salvatore (TEAM DAMON AQUI, CARAMBA #delenaforever). 
TVD também é uma série muito boa, e vai ficando mais ágil e mais madura (leia-se, mais violência e sexo, mas disso nunca tem cenas muito explícitas) com o passar das temporadas. E é legal de acompanhar porque tem personagens ótimos e eles evoluem. Gente, evolução de personagem é uma coisa importante na ficção, porque não faz sentido a pessoa passar por várias coisas e continuar sempre a mesma banana. Elena é uma protagonista que no começo parece comum, mas vai melhorando com o passar do tempo, assumindo o que quer e fica ótima (e eu até me identifiquei com ela em certas coisas, e isso é algo que não costuma acontecer entre mim e todas as protagonistas que eu acompanho, seja em séries ou livros). E o mesmo posso dizer dos outros personagens, que vão ganhando mais espaço e história ao longo das temporadas. Além dos novos que aparecem ao longo da série. O único problema é que as temporadas são longas, geralmente 24 episódios. Poderia ser a metade disso, porque tem muita história que podia ser encurtada.
Mas apesar disso é uma série que vale MUITO a pena. Os personagens são cativantes, a trama é ágil e te prende, tem diálogos e músicas ótimas, já me fez chorar (hahaha), enfim, é muito boa. Eu nunca li os livros (um dia pretendo), mas ao menos a série em si tá longe de ser aquela bobeira adolescente de romance sobrenatural estilo Crepúsculo, beeem longe.

Pra quem ficou interessado em alguma das séries, recomendo meus dois sites preferidos pra assistir:
MegafilmesHD - episódios online com ótima qualidade, atualmente só uso ele
BaixarTV - pra quem prefere baixar e assistir em todo lugar ou ter guardado no pc, também com a qualidade muito boa.

Por hoje é isso! Já assistem ou querem assistir alguma dessas séries?
Besos :*

REVIEW: THOR - THE DARK WORLD

Oi gente! Demorei pra voltar a postar por motivos de ~estudando pra OAB~, mas agora que a prova já passou, terei um pouco de férias. Então, aproveitei pra ver um monte de filmes que meu pai me empresta e estão aqui há um tempo já. Essa semana vi dois: Thor - The Dark World (Thor - O Mundo Sombrio) e Guardians of the Galaxy (Guardiões da Galáxia).
Ia postar a resenha dos dois juntos mas a primeira ficou grande demais (porque não consigo falar de nenhum dos filmes do Thor sem falar muito), então vai só ela.
  
Deixando avisado que não acompanho os quadrinhos de nenhuma das séries, então a review aqui vai ser puramente sobre os FILMES.


Enquanto Thor liderava as últimas batalhas para conquistar a paz entre os Nove Reinos, o maldito elfo negro Malekith acordava de um longo sono, sedento de vingança e louco para levar todos para a escuridão eterna. Alertado do perigo por Odin, o herói precisa contar com a ajuda dos companheiros Volstagg, Sif , entre outros, e até de seu irmão, o traiçoeiro Loki , em um plano audacioso para salvar o universo do grande mal. Mas os caminhos de Thor e da amada Jane Foster se cruzam novamente e, dessa vez, a vida dela está realmente em perigo.
Estou pra ver Thor - The Dark World há MUITO tempo, mas garanto que sou uma das 10 pessoas mais enrolonas da face da Terra quando se trata de me atualizar com séries e filmes. Mas mesmo toda enrolada, eu estava louca pra ver, afinal, o primeiro Thor no cinema me deixou apaixonadíssima (e tem review dele aqui). E por motivos de LOKI LOKI LOKI, melhor personagem da franquia Então, essa semana aproveitei a folga dos estudos e corri pra ver.
Nessa continuação, vemos a cientista Jane Foster (par do Thor) e sua descoberta sobre um local com uma fenda dimensional, e nesse local, um material misterioso que se infiltra em seu corpo e a defende de qualquer ameaça física com um grande poder. Esse material se chama Éter, e foi criação dos Elfos Negros, inimigos milenares de Asgard que todos lá acreditavam que tinham sido exterminados. Mas não só estavam vivos, como são atraídos pela existência do Eter, que tinha sumido do mapa porque após os asgardianos ganharem a guerra, acharam que tinham dado um fim nele e é aí que Jane o acha. 


E aí, Thor, um Thor mais maduro, reflexivo e calculista, e não aquele impulsivo desembestado do primeiro filme (isso se chama evolução de personagem, minha gente), a leva para Asgard para ela não ser presa na Terra, e a treta toda começa. Os Elfos Negros vão atrás de Jane com o Éter, querem destruir Asgard inteira e matar geral, daí a guerra começa pra valer, personagens importantes morrem (buááá não gostei :((( uma grande perda para o filme, e devia ter aparecido mais nesse e no primeiro), e em parte por essa morte, Thor acaba tendo que pedir ajuda a LOKI para derrotar Malekith, o rei dos Elfos Negros, e salvar Asgard. LOKI, que estava preso pelo que fez no primeiro filme Avengers. Daí fica a tensão de um tendo que confiar no outro e tal, fiquei surpresa em muitas partes. 
Ao longo do filme, a interação do fenômeno de alinhamento dos 9 mundos que Malekith quer aproveitar para destruir tudo, é muito boa tanto quanto em Asgard quanto na Terra, e mostra o reflexo dos acontecimentos nos dois locais. 
Também gostei muito que Asgard propriamente aparece muito mais, já que o primeiro filme se tratava mais de Thor na Terra, agora as coisas se inverteram e o segundo se trata mais de Jane em Asgard. 
E a cada filme em que Loki aparece, só me confirma que ele é um dos melhores, se não for O melhor dos personagens do universo cinemático da Marvel. Não só pela história, um "vilão" (será?) com propósitos, como toda a inteligência e ardilosidade dele, e a ironia maravilhosa em quase todas as falas. 


Falando nisso, o filme tem certas passagens MUITO engraçadas, e uma delas se trata justamente de Loki utilizando de suas habilidades mágicas de trapaça ao lado de Thor e se disfarçando de vários personagens diferentes (o último person, não vou contar pra não estragar a surpresa, foi GENIAL HAHAHAHA!). Achei muito muito muito engraçado, fico imaginando como o cinema deve ter ido abaixo quando passou a cena. 
E falando em cenas, esteticamente falando, os filmes de Thor são MUITO bonitos e bem-feitos, e não existe filme da Marvel que seja mais artístico e bem feito nesse quesito, a parte visual é de encher os olhos como foi o primeiro. E falando nisso, a trillha sonora é maravilhosa! Deixei os créditos todos passarem só pra ficar ouvindo a música (e esperando a cena adicional típica da Marvel).
E por fim, o desenvolvimento do filme é ótimo (eu já sabia que ia acontecer algo com alguém por spoilers malditos de internet, mas não de tudo), você acha que vai acontecer uma coisa e na verdade é outra, porque o final é totalmente mindfuck! AI AQUELE FINAL SOCOOORRO AQUELE FINAL GENTE SOCORR CHAMU SAMU


Porque você deve ver:
• o filme tem aquela linguagem ágil e movimentada que te deixa sempre curioso com o que virá;
• a história é bem elaborada e a interação da Terra com Asgard de acordo com os acontecimentos dos alinhamentos, magia/física etc a deixa mais convincente ainda;
• LOKI
• LOKI
• se você gostou do primeiro Thor, esse não deixa a desejar, porque mostra MUITO de Asgard e dos personagens de lá, inclusive Odin e Heimdall, achei super válido; 
• o filme é um espetáculo visual fantástico;
• Jane está bem mais atuante que no filme anterior; 
• LOKI 
• a relação de Loki e sua mãe Frigga, e de Loki e Thor com o problema da confiança no meio;
• a cena engraçada de Loki usando seus poderes de ilusão já vale o filme TODO;
• cenas de ação incríveis, com as perseguições de naves e as lutas corpo-a-corpo te deixando com um nervoso imenso;
• o final vale o filme todo, achei um ABSURDO, tive um mindfuck e quase surtei de ansiedade quando imaginei ter que esperar até o próximo;
• LOKI

Não gostei:
• Sif, a guerreira companheira de Thor, apareceu muito pouco, e ela é uma ótima personagem :(( Acho que shippo Thor até mais com ela do que com a Jane; 
• a troca de ator para fazer Fandral, companheiro de Thor. Na questão de caracterização ficou parecido com o personagem, claro, mas o ator que escolheram não ficou tão natural nele, justamente por causa dessa caracterização. É um person secundário, mas ainda assim, legal (saca a diferença) Li aqui e a justificativa do ator foi por estar gravando aquela série Once Upon a Time (que quero ver e ainda não rolou), mas ainda assim, tinha que ter dado um jeito! Ou já que não deu, a fdp da Marvel devia ter arrumado um ator no mínimo PARECIDO pra facilitar as coisas, caramba. 

Nota:  - vale MUITO a pena ver. E se você não viu nem o primeiro Thor ainda e ficou interessada nesse, shame on you. Fecha o blog agora e vai ver, anda!

BÔNUS: 
Loki leitor enquanto o pau quebra lá fora! Adorável ♥ 
A versão do poster só do Loki, pode sim ♥
Até o próximo post :*

TAG: NÃO PROVOQUE!


Oi pessoas! Até que não demorei tanto a voltar, ufa. O post de hoje é uma tag (o que antes se chamava "meme"), fui indicada pelo blog Memórias de Uma Guerreira que tenho amado visitar, sempre tem posts muito legais lá  

Perguntas:

1 - Você é calma ou estressada?
Se for pra escolher entre calma e estressada, estressada E reclamona, com certeza e infelizmente. Ok, eu já fui bem pior do que sou hoje em termos de estresse, então o que acaba ocorrendo quando eu me estresso (e o que ocorre pra eu tentar NÃO me estressar muito também) é reclamar, xingar e por aí vai. 

2- O que te tira do sério?
Nossa, muita coisa. Infelizmente me irrito muito com objetos, coisas que estragam, dão defeito e tal. Internet lenta também me deixa louca, principalmente se eu estiver fazendo algo importante pelo pc na hora. Pessoas tentando me controlar também e/ou falação demais na minha cabeça. Barulhos irritantes em horas indevidas (do tipo cachorro latindo eternamente, ou som/tv ligados alto se eu estiver querendo dormir ou estudar)... 
E outra coisa que me irrita MUITO, e uma hora vou acabar voltando e falando umas merdas com a pessoa: quando estou andando na rua e algum homem imbecil se acha no direito de mexer comigo! Ficar dando "oi", "boa noite" e tal. Ontem mesmo eu estava na rua, DE TARDE, e um babaca se achou no direito de me dar "boa tarde". Eu virei pra trás e olhei feio pra ele, mas tenho uma vontade enorme de parar e falar umas merdas, porque não sou obrigada a tolerar abuso de vagabundo disfarçado de educaçãozinha. O pior é que acabamos nos sentindo oprimidas por esses idiotas, pelo que podem fazer, pois se for de noite,  a coragem de parar e falar alguma coisa diminui drasticamente. Ah, falando nisso, propagandas machistas na tv, e machismo de qualquer outro jeito me fazem querer esganar o responsável pela coisa.
Ah, e vizinhos com som alto (o que geralmente significa MÚSICA RUIM). 
E ah de novo, gente poserando ser fã de alguma coisa só pra aparecer (tipo Star Wars, algumas bandas e tal). 
Edit: Crianças! Choro de criança, choro de bebês, crianças dando chilique, berrando... ZERO de paciência pra isso, fico com vontade de arremessar os pais, a criança (e eu junto) de um penhasco. 



3- O que sua família faz que te deixa irritada?
Como disse na pergunta anterior, alguém fazer barulho quando estou tentando dormir (toca aí Guerreira hahaha). Quando alguém me critica ou reclama de mim sem ter motivo. E quando não tem comida boa no almoço hahaha (sim, sou dessas) e eu sou obrigada a comer o que tem ou me virar e arrumar outra coisa, se tiver. 

4- Por qual motivo você e seu namorado mais brigam?
Temos 1 ano e meio de relacionamento, então acho que com o tempo e o costume, as coisas tendem sempre a melhorar. No nosso caso, quando ocorre não é por motivo grave, é por bobeira, motivos sem importância, dos dois lados (no meu lado, a cabeça quente às vezes é a culpada).

5- Você já brigou com seus amigos?
Já, claro haha. Mas sempre coisas passageiras e que se resolviam rápido. Por sorte, minhas poucas e boas amigas são ótimas e não nos damos motivos pra brigas sérias ocorrerem. 

6- O que mais te incomoda na internet?
Eta, muita coisa hahaha. Pessoas que tiram fotos vulgares com a necessidade de chamar atenção e ganhar comentários e curtidas; pessoas que tiram uma foto boa e colocam legenda se depreciando pra ganhar elogios; pessoas que tiram selfie e ficam colocando legendas pseudo-filosóficas nada a ver com a foto... Hm, casais que ficam de melação extrema um com o outro pra todo mundo ver. GENTE QUE NÃO CONSEGUE SEGURAR O SPOILER DENTRO DA BOCA VENDO ALGUMA SÉRIE ASDGHSDGHFGHG muito ódio. 

7- Já brigou/bateu em alguém?
Já, mas briga de escola, na 5ª série hehe. Mas na 6ª e 7ª poderia ter feito isso em certas situações e preferi não fazer nada, hoje me arrependo. 

8- Qual foi sua ultima briga/discussão? E qual o motivo?
Ah, não lembro bem, acredito que com alguém aqui da família, mas não recordo o motivo. 

Pronto, e esse foi o post, e curtinho, ae! Bem, nunca escondi que sou estressada, reclamona, muito crítica, quem me conhece sabe, mas tenho melhorado um pouco hehe. Então admito que já fui pior, mas quando estou sob muita pressão ou quando acontecem coisas ruins, o estresse e a reclamação acabam aumentando.
Então pra responder a tag, indico Danni do Meu Próximo Erro, Shana do Hishoku no Sora e  Fernanda do Trocando o Disco!
P.s: vi muita gente respondendo essa tag em vídeo, parece que originalmente ela é pra ser respondida assim, mas apesar de ter a câmera ideal e um tripé, no momento não tenho ânimo/tempo pra fazer vídeo/canal pro blog (até hoje só saiu uma vídeo-resenha há anos atrás, mas nem divulgo ela hahaha), mas quem sabe futuramente, seria algo legalzinho de se tentar.

Besos :*

© KURONEKO - 2015 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | CRIADO POR YASMIN BERARDINELLI